Finanças

Ciclo de palestras ensina pequena empresa a obter crédito com êxito

De acordo com pesquisa do Sebrae, somente 24,2 % das empresas que buscaram empréstimos durante a pandemia foram bem sucedidas. As palestras visam reverter essa situação

Ruth Suzana: descomplicando o crédito com um ciclo de palestrasNatal – Em um dos momentos mais complicados deste ano, em plena retração econômica provocada pela pandemia do coronavírus (Covid-19), os donos de pequenos negócios tiveram de enfrentar, com parcos recursos, a queda vertiginosa no faturamento e administrar as finanças das empresas. A maioria dos empreendedores do Rio Grande do Norte que recorreu às instituições financeiras em busca de empréstimos, amargou tentativas frustradas. Apenas 24,2% foram bem sucedidos na obtenção do crédito, segundo levantamento feito pelo Sebrae com Microempreendedores Individuais (MEI) e proprietários de empresas de pequeno porte. Grande parte percebeu que a taxa de juros era incompatível com a capacidade de pagamento ou sequer conseguiu contato com o agente financeiro.

Para orientar e ajudar a esse público a se organizar e aprender como acessar o crédito de forma correta e descomplicada, o Sebrae no Rio Grande do Norte promoverá um ciclo de quatro palestras digitais com temáticas ligadas ao assunto. Denominado "Sebrae na Prática – Descomplicando o Crédito", o ciclo terá como instrutor o consultor e economista do Mato Grosso do Sul, Hudson Garcia, que é especializado em Administração e Finanças. As vagas para esse ciclo de palestras são limitadas e a participação dos empresários e empreedendores requer um investimento de R$ 30,00 para assistir as quatro palestras, que será ministradas a cada semana de outubro. As inscrições podem ser feitas pelo link http://bit.ly/sebrae-na-pratica-credito

Os quatro encontros online ocorrerão sempre às quintas-feiras do próximo mês, começando já no dia 1º de outubro,  às 19 horas. Na primeira palestra "Critérios para Análise de Crédito para MPEs e MEIs", o especialista vai explicar quais são os critérios mais relevantes que as instituições financeiras levam em conta para analisar uma solicitação de crédito por parte de uma micro e pequena empresa ou de um Microempreendedor Inidividual - MEI. Hudson Garcia também trata na segunda palestra "Afinal, qual é o momento de pedir crédito?" sobre o momento certo para se recorrer a um empréstimo, avaliando as condições em que a empresa se encontra e a própria capacidade de pagamento. Está será no dia 08 de outubro, também às 19 horas, via online.

 

Refinanciamento x renegociação

 

Um dos temas que deve chamar mais atenção do público, principalmente esses mais de 75% tomadores de empréstimo que foram mal sucedidos na busca por recursos financeiros, são as alternativas que o empreendedor ainda tem após o pedido de financiamento ter sido recusado. A pergunta "Meu pedido de financiamento foi recusado. O que devo fazer?" será respondida na palestra online de Hudson Garcia no dia 15 de outubro, às 19 horas. A última palestra do ciclo "Refinanciamento e renegociação de dívidas, é possível fazer?", marcada para o dia 22 de outubro, às 19h, vai tratar do refinanciamento dos débitos e renegociação das dívidas contraídas pelos empresários. Hudson Garcia vai expor as principais condições que o empreendedor deve atentar para fazer esses tipos de operações e não mergulhar no endividamento.

“Esse ciclo de palestras dentro do Sebrae na Prática chamado ‘Descomplicando o Crédito’ traz temas bastante pertinentes a esse momento. O acesso ao crédito durante a pandemia foi muito baixo no Rio Grande do Norte. Queremos que esses empresários consigam acessar o crédito, mas de uma forma inteligente, para que estejam preparados na hora da solicitação e tenham pleno êxito”, explica a analista técnica do Sebrae-RN, Ruth Suzana Maia. A especialista em crédito explica que o conteúdo das palestras é bastante didático e que os participantes terão a oportunidade de entender melhor como ocorre a concessão do crédito e os desdobramentos em situações de refinanciamento dos débitos e renegociação de dívidas pelos agentes do sistema financeiro.