Visita

Diretor do Sebrae visita Natal e conhece ações de inovação

Durante a reunião na sede do Sebrae, em Natal, foram abordados diversos temas relacionados aos projetos e ações de inovação no estado do Rio Grande do Norte.

Natal-RN - O diretor de Administração e Finanças do Sebrae Nacional, Eduardo Diogo, visitou nesta terça-feira (23) a sede da instituição de apoio às micro e pequenas empresas do RN, em Natal, e conheceu vários projetos e ações executadas em parceria com o ecossistema de inovação do estado. Pela manhã reuniu-se com os diretores do Sebrae-RN, José Ferreira de Melo Neto (Superintendente), João Hélio Cavalcanti (Técnico) e Marcelo Toscano (Operações), e gerentes das unidades que funcionam na capital e, através de videoconferência, com gerentes dos escritórios regionais do interior do estado.

Durante a reunião na sede do Sebrae, em Natal, foram abordados diversos temas relacionados aos projetos e ações de inovação, como tecnologias sociais da meliponicultura e cultivo do alho nobre no estado, o cultivo sustentável de ostras, fruticultura com o melhoramento genético do cajueiro e exportação do melão com IG (Indicação Geográfica) de Mossoró, além do bordado do Seridó potiguar que conquistou a IG no ano passado. A ampliação da presença digital da Economia Criativa e os projetos de negócios inovadores de impacto socioambiental também foram destacados na apresentação. O Sebraetec Digital que se impôs mediante o advento da pandemia também foi destaque, assim como a primeira edição do GO!RN, uma versão 100% online do Startup Day.

As legislações conquistadas com a articulação do Sebrae no Rio Grande do Norte, como as leis do queijo regional e o mel de abelha sem ferrão e a Lei Geral de Apoio às Micro e Pequenas Empresas foram destaque pela temática da inovação. Os desafios para o ano que se inicia também foram elencados, a partir da operacionalização do modelo de inovação aberta. O Sebrae-RN está trabalhando a metodologia Ecossistema Local de Inovação, a segunda edição do GO!RN, desta vez de forma híbrida; ações de apoio ao desenvolvimento do Parque Tecnológico Augusto Severo (PAX); pesquisa de inovação nos setores de turismo e moda; o mapeamento do ecossistema de inovação em parceria com a Federação das Indústria do RN e a execução do edital da ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial) para o atendimento, inicialmente, à 50 empresas, podendo chegar a 500 empreendimentos do segmento de alimentos e bebidas. Por fim, foram apresentados resultados do projeto de melhoramento genético de bovinos, através do Sebraetec.

Na visão diretor de Administração e Finanças do Sebrae Nacional, Eduardo Diogo, a visita ao Rio Grande do Norte é fundamental para conhecer de perto a realidade estadual e o que vem sendo feito e o que está sendo pensado na forma de fomentar a inovação. O diretor lembrou uma frase de Albert Einstein ao dizer que “A imaginação é mais importante que o conhecimento” porque, segundo ele, o conhecimento por maior que ele seja é sempre limitado em qualquer mente humana. “A imaginação, assim como a inovação é absolutamente ilimitada”, enfatiza Eduardo Diogo, lembrando que é essencial inovar a maneira de fomentar a inovação.

Eduardo Diogo lembrou que no próximo ano, a instituição de apoio às micro e pequenas empresas completará 50 anos de atuação, buscando atender com austeridade as demandas da sociedade e classe produtiva do país. Segundo o diretor, inovação e adaptação são palavras de ordem na atualidade. “Precisamos saber como abordar e fomentar a inovação. Como a gente pode cada vez mais passar pelo processo de desaprendizado e reaprendizado para que possamos ensinar um pouco mais ao nosso público-alvo?”, indaga.  Eduardo Diogo diz que é preciso estar pronto para se adaptar, recorrendo à outra citação do professor Leon C. Megginson: “Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças”.

O diretor do Sebrae Nacional reitera a necessidade de se aperfeiçoar cada vez mais a abordagem da inovação e da constante adaptação, uma vez que as mudanças são permanentes. “Os ciclos serão cada vez mais efêmeros”, prevê  Eduardo, parabenizando toda a equipe do Sebrae-RN pelo trabalho que vem desenvolvendo no campo da inovação, principalmente.

À tarde, o diretor fez visitas à instituições parceiras do Sebrae-RN, como o Instituto Metrópole Digital (IMD), unidade acadêmica especializada da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) que atua na formação de níveis técnico, superior e na pós-graduação, integrando a inclusão social com a digital e o Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER), que faz parte do complexo educacional do SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – no Rio Grande do Norte.