Coronavírus

Sebrae atende através do portal pelo chat 'Fale com o Especialista'

A crescente demanda da busca por informações online está sendo atendida através do chat “Fale com o Especialista”, em horário diferenciado, de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados e domingos, das 8h às 14h.

Busca por informações gera aumento de acessos ao portal do SebraeNatal – Diante da suspensão do atendimento presencial na sua sede, em Natal, e nos escritórios regionais no interior do estado, decorrente da pandemia do coronavírus, o Sebrae do Rio Grande do Norte está atendendo exclusivamente nas suas plataformas digitais e pelas redes sociais. A crescente demanda da busca por informações online  está sendo atendida de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados e domingos, das 8h às 14h, através do chat Fale com o Especialista, cujas dúvidas e temas mais procurados são nas áreas de mercado, plano de negócios, acesso ao crédito e abertura de negócios, sobretudo para se formalizar como Microempreendedor Individual (MEI).

Nesta semana a maioria dos questionamentos dos clientes foi sobre como ter acesso ao auxílio governamental no valor de R$ 600,00 destinado à famílias carentes, trabalhadores informais e Microempreendedor Individual (MEI), que estão impedidos de desenvolver suas atividades devido ao isolamento social. O parcelamento do DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional) é uma pergunta recorrente, sobretudo para saber se, mesmo em atraso com o pagamento, o MEI terá direito ao auxílio governamental, aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro.

As medidas de prevenção contra o coronavírus estão levando muitos comerciantes a oferecer a prestação de serviços através do delivery, que consiste na entrega do produto no local solicitado, evitando a ida do cliente ao estabelecimento comercial. As vendas online também estão sendo importante canal de fonte de receita para as empresas, principalmente nas áreas de alimentação, produtos farmacêuticos, limpeza e higiene pessoal. Por esta razão, muitos empreendedores estão em busca de informações sobre como montar uma loja online ou mesmo fazer posts que sejam capazes atrair a atenção dos consumidores no mercado digital.

Há seis meses, o Microempreendedor Individual Carlos Henrique da Silva montou uma loja online no segmento de petshop para vender acessórios para animais de estimação. Nesta semana, Carlos Henrique acessou pela primeira vez, o portal do Sebrae-RN através do chat  “Fale com o Especialista” para tirar dúvidas sobre a emissão de uma nota fiscal que precisava enviar para um cliente. “Eu já tinha o certificado digital, mas não sabia como fazer para emitir a nota fiscal de uma venda que havia feito. Falei pelo chat com a atendente do Sebrae e ela me passou o passo a passo por email e deu tudo certo. Fiquei muito satisfeito com este atendimento”, conta Carlos Henrique, explicando que pretende acessar o portal do Sebrae (www.rn.sebrae.com.br)  novamente para saber como ter acesso ao serviço oferecido, através do Sebratec, para a elaboração de peças gráficas para divulgar a sua empresa no Facebook e Instagram.

Como montar um delivery

A cabeleireira Mônica Simone Félix da Silva instalou há 8 anos na varanda da sua casa um pequeno salão para atender aos clientes do bairro Pajuçara, na Zona Norte de Natal. Dois anos depois, se formalizou como MEI e passou a ter direito aos benefícios previdenciários e acesso à facilidades, como o crédito orientado e simplificado. Desde o dia 17 deste mês, Mônica Félix está sem atender às clientes, em respeito às recomendações do Ministério da Saúde. “Faz uns quinze dias que estou em casa, sem trabalhar e se ganhar dinheiro”, lamenta ela, que entrou em contato com o Sebrae via chat  “Fale com o Especialista” para saber sobre o auxílio governamental no valor de R$ 600,00 destinado aos Microempreendedores Individuais (MEIs). “A moça me explicou bem direitinho e agora estou aguardando a liberação dessa ajuda”, espera.

Proprietária de uma lanchonete e sorveteria na Zona Norte de Natal, Damiana Paula acessou o portal do Sebrae-RN porque estava muito preocupada diante da situação de pandemia, mesmo sem ter funcionário contratado, que dependa de um salário da sua receita financeira. “Neste momento bem desesperador, eu procurei o Sebrae porque é o nosso órgão maior, que nos orienta e nos capacita. A atendente do chat me acalmou, me orientou e deu dicas para o meu negócio, com a ideia da entrega em domicílio (delivery). Depois desse atendimento, consegui frear um pouco a minha ansiedade, focar no meu negócio e ter mais esperança de que tudo vai melhorar”, conta.

Outras dúvidas de clientes que acessam o chat do Sebrae-RN são referente ao pagamento e parcelamento dos DAS em atraso, como montar um delivery, fechamento de empresa, Declaração Anual do MEI, acesso ao crédito em bancos oficiais, acesso aos serviços do Sebraetec e orientação sobre diferença entre produtor rural pessoa física, MEI e microempresa.