Atrativos Turísticos

Sebrae lança série ‘Descubra o RN’ durante o 12º Fórum de Turismo

Os vídeos destacam as regiões turísticas do Rio Grande do Norte e seus potenciais. A série foi lançada nesta sexta-feira (17), durante a abertura do 12° Fórum de Turismo do RN. O material já está disponível no YouTube.

Natal - A retomada do turismo para chegar a patamares pré-pandemia passa primeiramente pelo turismo regional e local, com destinos distantes, em média, quatro horas da cidade onde o turista reside. Para fomentar essa cadeia produtiva e promover as regiões turísticas do estado, o Sebrae do Rio Grande do Norte lançou, nesta sexta-feira (17), a série ‘Descubra o RN’, uma playlist com oito vídeos promocionais dos principais atrativos turísticos potiguares que já está disponível no canal da instituição no YouTube. O lançamento ocorreu na abertura do 12º Fórum de Turismo do Rio Grande do Norte e 7ª Feira dos Municípios e Produtos Turísticos do Rio Grande do Norte (Femptur), que estão sendo realizados até este sábado (18) no Centro de Convenções de Natal.

“A nossa iniciativa em produzir e apresentar esses vídeos vai ao encontro daquilo que acreditamos que seja importante para esse momento. Primeiro, fazer com que o público em geral conheça o que temos no nosso estado e assim fomentar o turismo como um todo, inclusive mostrando a interiorização”, destacou o diretor técnico do Sebrae-RN, João Hélio Cavalcanti, que participou da solenidade de abertura do evento.

O setor do turismo foi um dos mais atingidos durante as fases mais agudas da pandemia. Estima que o setor perdeu mais de 40% do faturamento e quase 400 mil vagas de trabalho formal em todo o país. Segundo o diretor, a ideia da série é aguçar a curiosidade para o potiguar conhecer o próprio estado e leva ao turista para atrativos em diferentes lugares do Rio Grande do Norte. Na visão de João Hélio, com o turismo internacional em baixa, o turismo local se apresenta como uma alternativa e tendência, fortalecendo a economia local e movimentando os pequenos negócios em cada município.

“Queremos estimular as pessoas conhecerem um pouco mais do nosso estado e fazer com que pessoas que pensam em empreender vejam nesses locais oportunidades de negócios na cadeia do turismo. Os vídeos são uma demonstração de otimismo do Sebrae diante da crise que esse setor passou nos últimos anos”, reforça João Hélio.

A série Descubra o RN enfoca, além do tradicional turismo de sol, mar e passeios nas dunas, o turismo rural, religioso, cultural e de aventura. São experiências únicas em lugares de onde se descortinam paisagens que trazem memórias afetivas ao visitante no Agreste e Trairi, na Costa das Dunas (Grande Natal e litoral norte e sul), no Seridó, no Polo Serrano e na Costa Branca. Segundo o gestor do projeto de Turismo do Sebrae-RN, Yves Guerra, a série revela as belezas naturais e os encantos de cada região do estado, fazendo com que os potiguares e turistas de outros Estados descubram o Rio Grande do Norte.

Geoparque

Durante a 7ª Feira dos Municípios e Produtos Turísticos do Rio Grande do Norte (Femptur), o Sebrae também está apresentando o Geoparque Seridó, que envolve uma região compreendida entre os municípios de Cerro Corá, Lagoa Nova, Currais Novos, Acari, Carnaúba dos Dantas e Parelhas, totalizando uma área de 2,8 mil quilômetros quadrados no coração do semiárido do Rio Grande do Norte, uma das regiões mais áridas do planeta e com temperaturas que chegam a atingir os 40 graus, com sua vegetação de caatinga e fauna genuinamente brasileiras.

Essa região tem características singulares e indissociáveis dos aspectos geológicos, culturais e antropológicos que podem ter relevância mundial. É nessa localidade que estão concentrados 21 geossítios de relevância para a paisagem e também para o jeito de viver do povo do lugar. “Na feira, estamos apresentando a essência do Geoparque Seridó, que é a nossa comunidade, junto ao destaque da geodiversidade”, explica a diretora executiva do consórcio Público intermunicipal Geoparque Seridó, Janaina Medeiros.

O visitante poderá encontrar no estande peças artesanais, mel, castanha e produtos derivados, cajuína, doces e rapaduras de caju, biscoitos, vestuário e outros produtos, além de apresentação cultural, como o Meuquim Aboiador.